Como funciona a consulta do agendamento de perícia no INSS

Confira as instruções e saiba como fazer a consulta agendamento perícia INSS

A perícia médica é uma das formas de o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) determinar há razões para você receber a aposentadoria por invalidez, o Benefício de Prestação Continuada (BPC) ou o auxílio doença.

É uma avaliação médica rápida, realizada por um especialista, e que tem de ser marcada pelo contribuinte ou por um procurador legal.

Se você já a marcou, aprenda agora como funciona a consulta do agendamento de perícia no INSS.

Como funciona a consulta do agendamento de perícia no INSS


Por que é importante fazer a consulta do agendamento de perícia no INSS?

A consulta do agendamento de perícia no INSS tem a função de informar a você se há um resultado ou se a previdência social ainda está fazendo a sua análise.

Também é por meio da consulta de andamento que você ficará sabendo se, por algum problema de servidor, a sua perícia deixar de constar como agendada.

Em termos gerais, os agendamentos feitos pelo site ou pelo telefone são registrados e você é atendido na unidade desejada sem problemas.

Contudo, é necessário sempre se precaver e, alguns dias antes da perícia, consultar o seu andamento para conferir se esse procedimento está mesmo marcado.

Se você consultar o sistema da previdência social e perceber que sua perícia não está disponível, deve telefonar para 135 com o seu documento pessoal e o protocolo de agendamento para ter mais informações.


Como funciona a consulta do agendamento de perícia no INSS

Para você consultar o agendamento de perícia no INSS, deve fazer uma ligação para o 135, lembrando que ele só atende aos cidadãos entre as 7h e as 22h.

Será pedido a você o seu CPF, o protocolo de agendamento e, talvez, o NIS/PIS/PASEP.

Outra forma de você consultar o agendamento de perícia no INSS será ensinada abaixo:

  • Acesse o site Meu INSS (se preferir, baixe esse aplicativo na Google Play Store ou na Apple Store gratuitamente);
  • Clique em “Agendamentos/Requerimentos”;
  • Informe os seus dados pessoais;
  • Clique em “Continuar sem login”;
  • Se as informações sobre o agendamento de perícia do INSS não aparecerem imediatamente, escreva “Perícia” no campo de busca;
  • Selecione a consulta de agendamento.

O INSS, geralmente, não permite a consulta de agendamento de perícia pessoalmente.

Todavia, se os meios indicados acima não funcionarem, você pode se dirigir ao posto de agendamento no qual escolheu fazer a perícia e pedir informações.


O que é necessário para fazer a perícia do INSS?

Na perícia médica ocorre a avaliação de um perito frente ao pedido de benefício e as suas justificativas.

No caso da aposentadoria por invalidez, do Benefício da Prestação Continuada e do auxílio doença, o intuito da perícia médica é confirmar que o contribuinte tem mesmo uma doença que o impeça de trabalhar.

Para a realização da perícia no INSS, você deverá levar:

  • Carnês de contribuição com a previdência e/ou carteira de trabalho;
  • Documento de identidade;
  • Exames e laudos médicos recentes provando que a doença que você possui não o permite trabalhar;

Se você se sentir mais à vontade, pode pedir ao seu médico que também participe da perícia do INSS.

Isso é permitido a fim de que os dois médicos conversem (o que atende ao paciente e o perito), haja visto que isso aumenta a credibilidade da situação do contribuinte.

Para quem possui alto nível de debilidade física ou mental, o procurador legal deve estar junto durante a perícia. Se você estiver em uma dessas duas situações, deverá levar:

  • Número do registro do médico no Conselho Regional de Medicina (CRM);
  • Documentos do procurador legal;
  • Procuração legal registrada em cartório.

Benefícios que exigem perícia do INSS

Benefícios que exigem perícia do INSS

Você terá de ser avaliado pela perícia do INSS caso solicite, como dito, a aposentadoria por invalidez, o BPC ou o auxílio doença.

A aposentadoria por invalidez é concedida ao contribuinte que não tem perspectiva de poder voltar a trabalhar por causa da condição permanente ou muito grave do seu problema de saúde.

Pessoas que sofrem acidentes vasculares cerebrais (AVC) com sequelas severas, por exemplo, podem ter direito a essa aposentadoria.

O Benefício da Prestação Continuada, entretanto, pode ser solicitado por famílias que tenham pessoas deficientes físicas ou mentais, além de o próprio cidadão poder fazer o pedido na previdência, se tiver condições.

Também pode pedir o BPC o idoso que não tenha nenhuma forma de aposentadoria e que comprove que não pode se sustentar sem auxílio.

Para o direito ao auxílio doença, você precisará provar que é imprescindível se afastar do trabalho momentaneamente.

Algumas justificativas que a perícia médica do INSS costuma aceitar são as seguintes:

  • HIV/AIDS;
  • Doença de Parkinson;
  • Tuberculose ativa;
  • Doença cardíaca severa;
  • Paralisia incapacitante e irreversível;
  • Alienação mental;
  • Doença renal severa;
  • Câncer;
  • Cegueira;
  • Esclerose múltipla;
  • Doença de Paget.

Como funciona a consulta do agendamento de perícia no INSS
5 (100%) 1 voto